História

O início

Fundada em setembro de 1987, a Associação Brasileira de Automação para o Comércio (AFRAC) foi inicialmente criada para representar os interesses de fabricantes e revendedores de equipamentos para o setor. Unindo esforços e se engajando a outras Entidades para fortalecer o segmento no Brasil, nos tornamos uma entidade multissetorial, sem fins lucrativos. Em 2015, a Associação teve sua denominação social alterada para Associação Brasileira de Automação para o Comércio, possibilitando uma maior representatividade de todos os setores.

Quem representamos

Hoje, abrangemos fabricantes de equipamentos de automação e de periféricos, software-houses, distribuidores e revendas, empresas de suprimentos do segmento de papel e de coleta automática de dados e rádio frequência (AIDC/RFID), mobilidade, meios de pagamentos, startups, certificadora digital, além do comércio varejista.

Nossa gestão

Mantida e administrada por empresas associadas, a primeira gestão foi de Enrico Castellano no biênio 1987 – 1989. Castellano foi reeleito para mais dois mandatos, seguido por Ricardo Queiróz, Mário Hamada Takahashi e Letícia A.S. Blotta. Outros quatro presidentes estiveram à frente da AFRAC por um ou dois mandatos entre 1998 e 2016, são eles: Múcio Álvaro Doria, Wolney E. G. Betiol, Antônio Di Gianni e Araquen Pagotto. Atualmente, o Conselho Diretor é presidido por Zenon Leite Neto.

O que oferecemos

Atuamos em duas frentes: uma institucional, que representa os interesses gerais do setor, junto a órgãos e Entidades governamentais municipais, estaduais e federais; e outra na vertente técnica, que presta suporte e assessoria jurídica aos associados e fomenta o debate legal de interesse do setor na mídia, imprensa e redes sociais corporativas.

AUTOCOM

Nosso objetivo é desenvolver ações para incentivar o uso e tendências do setor, ao mesmo tempo em que ajudamos na promoção comercial de nossos associados. Por isso, criamos a AUTOCOM, que se tornou a Maior Feira e Congresso de Automação Comercial da América Latina. O evento aproxima players do mercado e o comércio, a fim de gerar novos negócios e parcerias.

Nossas conquistas

Outras conquistas envolvem a criação de um Grupo de Trabalho multissetorial (o NFCe) para análises, estudos técnicos e participação junto aos órgãos do governo sobre a regularização do setor; a concretização da obrigatoriedade do Papel Cotepe (04/2010) para padronização e moralização do setor; a participação ativa na elaboração do novo ECF (Convênio 09/09) e extensão do prazo para a adoção do novo Equipamento Emissor de Cupom Fiscal para adequação do varejo.

Batalhas atuais

Recentemente, conseguimos estender o prazo do laudo do PAF-ECF e reduzir os Perfis de Requisitos (de 12 para 3); participamos ativamente nas implicações da nova tecnologia S@T-CF-e, trabalhando a vitalidade técnica pelos FISCOS; e contribuímos pró-ativamente com a Lei de Olho no Imposto (12.741/2012) permitindo sua efetividade. Nos orgulhamos de participar dessas iniciativas e continuaremos a defender os interesses do setor!

história