Com a chegada do fim do ano, nos deparamos com o Natal que, por tradição, aumenta significativamente as vendas no setor varejista. Com o aumento desta demanda, também vem a preparação do empresário para atender com qualidade todos estes clientes.

O crescimento de vendas esperado para estre ano, segundo a Confederação Nacional de Comércio (CNC), será de 2,6%. O que é um bom número considerando a crise que estamos passando no país. Segundo especialistas, essa perspectiva de ritmo fraco deverá impulsionar os varejistas a fazerem promoções mais agressivas, afinal o cliente também está pesquisando mais antes de finalizar a comprar. Então que tal surpreender?

Como já falamos em outro momento, o cliente atual é conectado, antenado e exigente. Para atendê-lo precisamos estar um passo a frente e para isso precisamos nos inovar para não fazer feio na melhor época de vendas do ano.

Apesar de estarmos atravessando a maior crise política e econômica das últimas décadas, estas inovações estão acontecendo e trazendo sempre uma oportunidade de crescimento para aqueles que investem em tecnologias. Com este avanço, a mobilidade para o comércio e a fidelização com o cliente  se tornou um dos principais temas discutidos dentro da Associação, o que inclusive promove um fortíssimo networking entre os associados de AFRAC.

Em pesquisa realizada pela a AFRAC durante a AUTOCOM deste ano, observamos que, 41% optam por comprar em lojas que proporcionam algum tipo de programa de fidelidade.

Um do ponto importante é facilitar o momento da compra, para que a passagem pelo caixa seja agilizada e não gere insatisfação por parte do cliente, fila ainda é um dos maiores geradores de insatisfação por parte dos consumidores. Tecnologia é o ponto alto da venda neste momento. Ter controle e agilidade no momento do encerramento da compra é essencial para satisfação do seu cliente.

Entre as inovações cada vez mais presentes no varejo estão as soluções de mobilidade, autoatendimento, etiquetas inteligentes, soluções inovadoras dentro das lojas onde o consumidor possa usá-la e sentir a inovação, omni channel (plataformas de vendas) e atendimento mobile, como por exemplo cardápio eletrônico.

Grandes impulsionadores para isto e os mais procurados neste período são: leitores verticais com leitura em alto desempenho, monitores de última geração para ponto de venda, aplicativos (APP) de descontos e de fidelidade, soluções inovadoras na hora do pagamento, sistemas gerenciadores via web, scanners de mão, impressoras de cinta, disponibilização do uso de tablets para clientes para consulta de produtos na loja – grade, cor e entre outros, segurança de dados, balanças com impressão contínua, soluções em certificação digital e solução de diagnóstico fiscal, inventário inteligente através do uso do RFID.

Vale ressaltar também que a contratação de funcionários temporários que começou em outubro, um mês mais cedo que 2015, segundo o Postal Exame, está em alta. O site mostrou a projeção da Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado de São Paulo (Fecomercio) que aponta que os números de vagas podem aumentar de 15 mil em 2015 para 20 mil nesse final de ano. Esses números são semelhantes aos resultados de 2013 e 2014.

 

Mãos a obra, este será um momento importante para o nosso país, que todos possam estar dispostos a fazermos o melhor e trabalharmos empenhados na retomada do Brasil!