Pesquisa do Nubank traça perfil de usuários do PIX e potencial de expansão no varejo!

Artigo produzido pela nossa associada Shipay

Pesquisa do Nubank traça perfil de usuários do PIX e potencial de expansão no varejo

Depois de pouco mais de três meses em operação e já muito popular entre os brasileiros, o PIX ainda tem um enorme potencial de expansão principalmente entre lojistas e empresas em geral, e com o uso de QR Codes para efetuar pagamentos. Isso é o que aponta o Estudo Data Nubank, feito com 34 milhões de pessoas e divulgado há poucos dias. Até o final de janeiro, já eram 65 milhões de pessoas físicas e jurídicas cadastradas na plataforma de pagamentos instantâneos do Banco Central.

Uma informação importante que apareceu na pesquisa é sobre os dias e horários em que as transações via PIX são feitas. O maior volume de transações acontece depois das 17h nos dias úteis e também nos finais de semana. Ou seja, além da questão dos custos elevados, transações como DOC e TED não atendem as necessidades dos brasileiros. Com pouco tempo disponível durante a semana, a comodidade de poder fazer o PIX a qualquer momento com o dinheiro em conta disponibilizado imediatamente é uma vantagem que vem se destacando entre a população.

Aqui vale fazer um paralelo para o fato de que essa vantagem fica evidente não somente em transações entre pessoas físicas, lojistas e empresas de um modo geral podem se beneficiar deste recurso. Um exemplo também recente é o caso do serviço Sem Parar, que está oferecendo a opção de pagamento via PIX para quitação de fatura e recarga de planos pré-pagos. Dessa forma, o serviço pode ser liberado imediatamente, mesmo em domingos e feriados.

Em outras palavras, a empresa tem a vantagem de ter dinheiro em caixa de imediato, independente do dia da semana ou horário, enquanto o consumidor sai ganhando em qualidade de experiência, uma vez que não precisa mais esperar data de compensação de pagamento.

A pesquisa do Nubank também trouxe informações interessantes sobre as faixas etárias e de renda nas quais o PIX é feito com mais frequência. Dos usuários recorrentes, 1 a cada 5 clientes têm de 18 a 30 anos. A recorrência cai bastante em faixas etárias mais elevadas: 1 a cada 20 clientes possuem de 60 a 70 anos. Com base nesse dado, há quem pense que só vale a pena concentrar os esforços entre as pessoas mais jovens, quando na verdade há grandes oportunidades a serem exploradas na faixa etária que compreende os idosos. De certa forma, é um sinalizador de que as experiências focadas nessa faixa etária podem ser aprimoradas.

O mesmo vale para o uso de acordo com a renda. A ferramenta tem mostrado uma forte aderência para quem recebe até R$ 10.000 por mês. O estudo mostra que 1 a cada 7 clientes que fazem PIX recorrentemente recebe entre R$ 1.000 e R$ 2.000 por mês. A relação aumenta de 1 a cada 5 clientes para aqueles que recebem entre R$ 5.000 e R$ 10.000.

Os varejistas e microempreendedores têm um ambiente muito fértil para crescer neste cenário. A inconstância da rotina em função dos efeitos da pandemia reforçam a necessidade de melhorar as experiências online e também de modernizar as formas de pagamento em lojas físicas, preservando o distanciamento social. O foco da Shipay é apoiar varejistas e MEIs neste momento de transformação, com uma solução que integra os pagamentos digitais nos sistemas de caixa de lojas físicas e também e-commerces. Clique aqui para entender mais sobre o nosso sistema. 

#varejo #vendasonline #ecommerce #pagamentosdigitais #shipay #pix #meiosdepagamentos #carteirasdigitais #meiodepagamentosdigitais #BACEN #fintechs #meiosdepagamento #bancocentral #fintech #bancocentral #finanças #openinnovation #carteiradepagamentos #inovaçãofinanceira #SegurançaPagamentos 

 

AFRAC

Esteja à frente sempre!
Seja o primeiro a saber das novidades do segmento e mantenha o seu negócio inovador e rentável. Associe-se!



Endereço

R. Prof. Aprígio Gonzaga, 35
Conjunto 64
São Judas, São Paulo - SP, 04303-000



Contatos

 Telefone: +55 11 3284-7080